O caso do bolo de casamento gay

by

Mais um slide que publiquei lá no Instagram comentando um caso beem interessante: o caso do bolo de casamento gay (same-sex wedding cake case), julgado esta semana pela Suprema Corte dos Estados Unidos (SCOTUS).

É um julgamento muito importante, mas é preciso ter bastante cautela quanto ao real sentido do que foi julgado. O tema deve ser compreendido muito mais no contexto da liberdade de expressão do que do direito da antidiscriminação. Enfim, aqui vai o slide:

Slide1

Slide2

Slide3

Slide4

Slide5

Slide6

Slide7

Slide8

Slide9

Slide10

Anúncios

2 Respostas to “O caso do bolo de casamento gay”

  1. Andrei Says:

    Acho que a Suprema Corte acertou. A recusa do Confeiteiro não violou o direito à antidiscriminação, porque embasada em sua liberdade de crença religiosa, que goza de proteção constitucional. Além do mais, confeitar um bolo é forma de manifestação artística, e ninguém está obrigado e expressar arte contra sua vontade. Esse caso nos faz refletir sobre o papel dos direitos fundamentais, que não pode jamais ser banalizado.

  2. Vitor.R. (@vitorr82) Says:

    Daqui em diante, basta que todo confeiteiro dos EUA alegue liberdade de crença para que pratique discriminação sexual. Pode-se pensar, também, que outros profissionais (livreiros, cabeleireiros etc) usem o mesmo argumento para praticar outros tipos de discriminação. Achei estranha essa decisão da Suprema Corte dos EUA.

Comentários encerrados.


%d blogueiros gostam disto: