De volta

by

Faço questão de voltar ao blog, depois de um marasmo que há de ser jogado ao passado, para divulgar um vídeo que diz tudo:

 

Advertisements

8 Respostas to “De volta”

  1. Edu Camargo Says:

    Quando se fala em PJU só se lembra dos juízes e se esquecem dos servidores que o compõe. Se os juízes andam dessa forma “imagine o chão da fábrica”? O PJU precisa de valorização como todo. Infelizmente fomos relegados. A evasão está cada vez maior e não há nada de concreto por parte dos gestores para mudar isso. É cada um por si, corroborando a velha máxima: ” farinha pouca meu pirão primeiro”. O último que ficar apague a luz.

  2. japnc Says:

    Caro Dr. George,
    Excelente vídeo.
    Fiquei muito feliz com o retorno do blog. Durante meses entrava aqui ansioso por um novo comentário, vídeo, notícia ou qualquer outra novidade.
    Devo a este blog a minha retomada no gosto e paixão pelo Direito Constitucional.
    Houve uma época que achei que o Direito Constitucional brasileiro estava um pouco “perdido”. Tudo era direito fundamental, tudo era inconstitucional.
    Foi por meio deste blog que consegui lidar e me orientar melhor com esta verdadeira katchanga constitucionalista. E assim meu gosto e interesse pelo direito constitucional voltou.
    Sempre indico este site a outros colegas.
    E por fim, ficarei muito feliz se ele voltar a ter posts com uma periodicidade menor (se isso for possível).

  3. Godoy Says:

    Para mim, o vídeo só tem 7:02min de duração. Não consigo assistir os 25min.

    • Godoy Says:

      Apesar da dificuldade, consegui assistir integralmente. Muito bom. Esse juiz federal conseguiu expressar bem o sentimento que toma conta da magistratura brasileira.

  4. De volta | TRABALHE COM A TELEXFREE: FAÇA PARTE DESSA EMPRESA GIGANTE QUE VAI FAZER A DIFERENÇA EM SUA VIDA Says:

    […] Continue Reading: De volta […]

  5. Guilherme Feldens Says:

    Excelente o blog estar de volta!

  6. Airton Says:

    Realmente, o PGU se encontra muito à margem do Judiciário. É necessário valorizarmos orgão que foi tratado com tamanha importância pelas leis e pela própria Constituição

  7. Jorge Santos Says:

    George Marmelstein Lima,

    Ainda bem que você retornou, estávamos cansados desse papo das associações de classe dos magistrados de valorização da Magistratura Federal.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: