De volta à programação normal

by

Depois de uma semana intensa, volto à programação normal, sem manifestações corporativas ou lamentos associativos.

***

IX Congresso Internacional de Direito Constitucional

Neste fim de semana, participei mais uma vez do Congresso Internacional de Direito Constitucional, realizado em Natal/RN, que já está na sua nona edição. Desta vez,  os direitos fundamentais foram a temática central. Não tenho dúvida de que é o maior evento jurídico do país voltado para o estudo do direito constitucional. Para se ter uma idéia, havia quase cinco mil inscritos. Na minha palestra, creio eu, tinha mais de três mil pessoas assistindo. Participaram do evento nomes importantes do direito contemporâneo, como Paulo Bonavides, Luís Roberto Barroso, Daniel Sarmento, Luiz Alberto David Araújo, Gilmar Mendes, Paulo Gonet, Dimitri Dimoulis, entre vários outros.

Desenvolvi uma palestra especialmente para o evento. Dei o seguinte título: “A Judicialização da Ética: os conflitos morais em juízo e os limites da jurisdição”. É uma amostragem bem resumida e simplificada da minha tese de doutorado. O slide está disponível aqui.

Também conheci pessoalmente vários juristas que admiro. Fiquei extremamente feliz porque todos, sem exceção, elogiaram meu Curso de Direitos Fundamentais, reconhecendo os méritos didáticos da obra. Sempre achei que meu estilo de linguagem fosse ser recebido pelo meio acadêmico com preconceito, já que tento usar uma linguagem mais leve, mas percebo que a própria academia também está revendo os seus conceitos, talvez até por influência da academia anglosaxã.

***

Livro: Direitos e Garantias Fundamentais

Durante o evento, foi lançada uma obra coletiva sobre os Direitos e Garantias Fundamentais, escritos pelos participantes do evento. O artigo que escrevi para o livro chama-se “A Difícil Arte de Ponderar o Imponderável” e aborda algumas questões que levantei na palestra. Disponibilizei via scribd (aqui).

***

Rumo ao Primeiro Milhão

Acho que até o final do semestre, este humilde blog provavelmente atingirá a marca de um milhão de visitantes desde que migrei para o wordpress. Se eu somasse as visitas que ocorreram na época do blogspot, certamente já teríamos ultrapassado esta marca incrível para um blog individual. Prometo que guando eu chegar lá, farei um post especial de comemoração.

***

Terceira Edição do Curso de Direitos Fundamentais

Muitos leitores me escrevem para saber quando sairá a terceira edição do curso de direitos fundamentais. Acredito que até o final do mês de maio. A terceira edição foi bem atualizada e melhorada em alguns pontos, mas a estrutura permaneceu idêntica à das outras edições.

Anúncios

8 Respostas to “De volta à programação normal”

  1. Eduardo Camargo Says:

    Boa tarde George. Acabei de adquirir a sua obra. Diante da informação de que a próxima edição está na iminência de sair, gostaria de saber se houve uma mudança significativa em relação à segunda edição?

    • George Marmelstein Lima Says:

      Eduardo, houve apenas algumas correções e atualização jurisprudencial. Quando a terceira edição for publicada, vou escrever um post informando as mudanças a todos, inclusive reproduzindo os trechos alterados.

      George

  2. Eduardo Camargo Says:

    ah!! parabéns pela obra. Já li um pedaço. Muito boa, aliás, excelente. A didática é, sem dúvida, sensacional. Leitura agradável e de fácil assimilação.

  3. Anónimo Says:

    Professor, lembro-me de uma aula do mestre Fredie Didier em que ele, brincando, dizia que a vida hoje está mais chata. Não se pode fazer mais isso ou aquilo outro, pq tudo vira caso de justiça. O programa do Chacrinha, hj, seria proibido: entrariam logo com uma ACP pra retirar o programa dele do ar. Isso dizia ele. Concordo com o que ele disse e vejo os direitos fundamentais como o maior de todos os argumentos úteis para a ditadura do politicamente correto. O senhor poderia fazer uma análise entre direitos fundamentais e ditadura do politicamente correto? Fica aberto para os participantes tb.

  4. JOAO PAULO Says:

    Grande George, PARABENS!!

    Sou antigo aqui no blog eim? Curta aih meu novo post: PUTAS OU ADVOGADOS: QUEM VALE MAIS?

    trambicagem.blogspot.com

  5. Anónimo Says:

    George,

    Parabéns pelo trabalho! Eu tenho seu Curso e achei muito bom! E parabéns pelo blog. É muito legal. Não tem como deixar de acessar!

    GEORGE, qual a característica da academia anglosaxã que está influenciando a nossa?

    Abraço!

    • George Marmelstein Lima Says:

      Percebo pelo menos as seguintes características, pelo menos quanto ao estilo, da academia anglosaxã que estão influenciando a nossa: (a) linguagem mais leve, inclusive com toques de humor; (b) títulos provocativos (do tipo “levando os direitos a sério” ou algo do gênero; (c) preocupação com exemplos reais (algo que não se vê, por exemplo, num Kelsen ou Radbruch).

      Com relação ao conteúdo, parece também que nossos debates jurídicos cada vez se voltam mais para as preocupações dos jusfilósofos anglosaxões, sendo muito comum ver o debate girar em torno das idéias de Dworkin, Rawls, Posner, Waldron, Raz, entre outros.

      George

  6. Mara Says:

    Caro professor,
    Onde posso adquirir o seu livro? Grata, desde já, pela atenção.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: