Elogio à Razão Impura

by

O meu amigo que elabora as tirinhas do macaquinho Marmelstão mandou mais algumas colaborações. Informo que, de minha parte, me divirto muito com elas, embora não concorde com alguns posicionamentos desse espirituoso macaquinho.

Ei-las:

hegelao

filosofia

medo

marxão

marxão2

Anúncios

10 Respostas to “Elogio à Razão Impura”

  1. carlos eduardo Says:

    hahaahahahahah

    Muito engraçado…principalmente o do Marxão!!!!

    Esse maniqueísmo é uma das características de que se utilizou Stuart Mill para dizer que o marxismo é uma religião, assim como as outras.

    Funciona assim: se algo é bom, é de uma ideia comunista; se algo é ruim, é de uma ideia capitalista. O problema é que para enquadrar determinada concepção como bom ou ruim depende da sandice arbitrária dos filósofos iluminados.

    Quando um marxista vê suas ideias desmoronarem em face de argumentos óbvios ou fatos notórios, sente a necessidade de dizê-los burgueses para alçar um grande muro de proteção a sua burrice, cuja percepção nem a ele mesmo escapa, nem que seja lá no fundo de sua consciência.

    Até hoje me lembro de uma discussão, muito pouco profícua, que tive com um professor de filosofia do direito, marxista de coração, mas não de conta bancária. A raiva erigida nunca sairá do seu enorme ego. Eu, muito mais novo do que hoje, encantado pelas ideias de Mises, Friedman, Smith, Mill, Rand, me enchi de argumentos contrários à falácia marxista e falei até demais.

    Hoje, comprrendi que a pretensa razão (que nunca será absolutamente razão) não tem vez no mundo das quimeras humanas, sobretudo as marxistas (rsrs)

    Abraços a todos!

  2. Guilherme Feldens Says:

    Eu tenho uma teoria prática: o capitalismo ja existe a alguns séculos, e ainda dura, nao entrou em colapso. Ja o Comunismo durou ai seus 60 anos e quebrou Uniao Sovietica e leste europeu de uma forma geral.
    Obviamente nao se pode deixar o capitalismo ser selvagem e desenfreado, mas nao vejo um outro sistema que seja melhor, no nosso mundo de hoje.

  3. Caceres Says:

    Adorei as do Machão, ops, Marxão! HAhahaha.

  4. Harley Says:

    Quando as críticas são feitas pelo professor em postes mais “sérios”, elas me fazem realmente refletir sobre a questão da produção científica de linguagem muito complexa e abstrata, mas quando feitas por esse maquinho parace mais aquelas críticas de amigos numa mesa de bar que manjam até de física quantica e criticam tudo que tem preguiça de pensar resumindo tudo em poucas palavras.

    Quanto aos defensores capitalistas? Um sistema que vai conduzir a humanidade ao colapso ambiental realmente deve ser o melhor. :D

  5. H.Perpétuo Says:

    Que isso, gosto desse macaquinho, talvez ate tenha uma interpretação defeituosa dele, pois acho que entendo seu pensamento, ou talvez penso quase da mesma forma, pois tanto a critica sobre o que muitos hoje em dia pensam (enganosamente) o que verdadeiramente é filosofia e sociologia, e a sua paixão pelo capitalismo, pois considero este sistema satisfatoriamente o mais ideal ate agora já ofertado, como se fosse um carro, sua estrutura foi feita para ser benéfica, porém quem controla esse carro, é que não possui capacidade para tal, pois o controla de forma errada, e é por isso que o capitalismo está ai, para ser seguido, mas não com pensamentos capitalistas.
    entendeu?? nem eu. rss

    Agora na terceira tirinha “Medo”, não concordo muito com ele, talvez seja pelo fato de se colocar na mesma classe dos que se consideram prisioneiros, e pela má classificação de paranóia, pois paranóia mesmo, é os que hoje são esquecidos por essas fortalezas, pois o mundo está sendo feito dentro dessas fortalezas, esquecendo que não é por ai que se resolverá os problemas dos ataques, “pois não existe grade que separe ódio do judeu pelo ariano, do israelense pelo palestino , do cubano pelo americano”, e nem mesmo do pobre pelo rico, o problema é de ideologia e omissão.

    abraços…….

  6. George Marmelstein Lima Says:

    Prezados,

    não tenho certeza, mas acho que o macaquinho Marmelstão não é necessariamente pró-capitalismo. Aliás, acho que ele é um “macaquinho orgânico”, no sentido gramsciano. Ele só não compactua com a hipocrisia argumentativa. Mas como saber?

    George

  7. Daniel Moura Fé Says:

    Se o marxismo é uma religião, o que será então o liberalismo, o neo-liberalismo, etc.?
    Não adianta falar também em socialismo na União Soviética, pois lá nunca existiu socialismo de acordo com a concepção marxista. Não se trata de dividir o mundo entre bons e maus. A ideologia dominante pensa como os colegas defensores do capitalismo, pois de alguma forma os mesmos se beneficiam desse sistema. Vocês estão certos em defender o capitalismo, pois dependem dele de alguma forma, ou se não dependem, não se importam com a miséria produzida por esse sistema. Agora, todos aqueles inseridos nessa miséria não podem concordar de forma alguma com um modo de produção tão selvagem (A existência do capitalismo depende dessa selvageria, nunca existirá um capitalismo humanizado, seria pura ingenuidade imaginar um capitalismo mais humano) como o capitalista, e para estes o socialismo pode ser uma boa opção e nesse caso o socialismo poderia ser BOM para essa classe oprimida.
    Capitalismo: Bom: para a classe dominante
    Ruim: para a classe oprimida
    Socialismo: Bom: para a classe oprimida
    Ruim: para a atual classe opressora

    A defesa do marxismo não é “um ato de bonzinhos”.

    “Bonzinho” é seguir rigorosamente nossas “leis justas”, participar de missas e cultos religiosos todos os domingos, comprar presentes de natal para nossos filhos e “tocar fogo” em mendigos e “bandidos”.

  8. yasmim (mimi1) Says:

    isso é uma porcaria mas eu sou uma menina de 10anos super dotada se quiserem minha preciosa ajuda me comuniquem no meu email pois eu sei como melhorar esse site.

Os comentários estão fechados.


%d bloggers like this: