Para descontrair

by
Complementando o post anterior
Uma informação bem-humorado publicada no “Migalhas“:
“Pérola
Para ser nomeado ministro do STF, não é tarefa fácil. Caminha-se por muitos corredores. O currículo anda lá e cá. Entrevistas, audiências, apoios. Mas, ao final, é a caneta do presidente que manda. Ao decidir pelo ministro Lewandowski, Lula, com seu estilo característico (quem assistiu ao documentário “Entre Atos” – de João Moreira Salles – sabe bem o que falamos), teria dito aos assessores, diante dos nomes que tinha à mão para apontar como ministro do STF, vai o “levando whisky”. E assinou o ato de nomeação de Lewandowski para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal”.

Muito boa!

Anúncios

%d bloggers like this: